ISCV | Sobre o projeto

Saiba mais sobre a Iniciativa Empresarial Inovação e Sustentabilidade na Cadeia de Valor (ISCV) 25/01/2018
COMPARTILHE

O projeto Inovação e Sustentabilidade na Cadeia de Valor (ISCV) é uma Iniciativa Empresarial do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV EAESP (GVces).

O trabalho do GVces com o tema gestão de fornecedores teve início em 2012, a partir de uma parceria com o Citi e com a Citi Foundation, que resultou na criação da iniciativa Inovação e Sustentabilidade na Cadeia de Valor (ISCV), que entre 2012 e 2015 teve como objetivo apoiar pequenos e médios empreendimentos com soluções inovadoras e sustentáveis em produtos, serviços e processos, que participam da cadeia de valor de grandes empresas brasileiras. Para saber mais sobre o trabalho de ISCV entre os anos de 2012 e 2015, clique aqui

Com ciclos temáticos anuais, o tema escolhido para o primeiro ano de atividades de ISCV, em 2012, foi gestão de fornecedores. Ao final desse ciclo de atividades, o GVces e as empresas integrantes da iniciativa concluíram que um ano não havia sido suficiente para explorar as complexidades e os desafios trazidos pelo tema gestão de fornecedores e, então, optou-se pela criação de um grupo de trabalho (GT) específico sobre esse tema, que desenvolveria uma agenda de trabalho própria e em paralelo às demais atividades de ISCV. 

Dessa forma, criou-se o Grupo de Trabalho de Gestão de Fornecedores (GT Fornecedores), que tem como objetivos: 

1. Cocriar conhecimento e metodologias para incorporação de atributos de sustentabilidade na gestão de fornecedores; 

2. Propiciar aos participantes acesso a conhecimentos, práticas e tendências nacionais e internacionais no tema sustentabilidade nos processos de compras; 

3. Promover oportunidades de atuação conjunta das empresas e outros atores frente a desafios comuns nas cadeias de valor; e

4. Disseminar conhecimento, de forma a influenciar e fortalecer este tema no mercado e na sociedade em geral. 

Com o objetivo de contribuir para a integração da sustentabilidade nas práticas de gestão e relacionamento com fornecedores, ao longo de 2013, primeiro ano de trabalho do GT Fornecedores, o grupo dedicou-se a criar um conjunto de indicadores de compras sustentáveis. Esse conjunto de indicadores de compras sustentáveis foi usado como insumo pelo GT para, em 2014, desenvolver um instrumento de diagnóstico para compreender o contexto e mapear as principais políticas e práticas de gestão das empresas-membro do grupo quanto à integração de sustentabilidade na gestão e no relacionamento com fornecedores. Esse diagnóstico foi aplicado nas empresas ainda em 2014 e seus resultados inspiraram a elaboração de um Framework de Compras Sustentáveis, instrumento que tem por objetivo delinear a abrangência e o escopo da integração da sustentabilidade aos processos de compras, de modo a contribuir para o entendimento e a implementação deste tema nas organizações.

A partir do Framework de Compras Sustentáveis, em 2015 e 2016 o GT Fornecedores dedicou-se à elaboração de protocolos para instrumentalização das compras sustentáveis, respectivamente sobre os temas Matriz de Risco e Análise de Materialidade na Cadeia de Fornecedores, a fim de auxiliar as empresas no mapeamento de riscos e de oportunidades em suas cadeias.  

Em 2016, com o término da parceria com o Citi e com a Citi Foundation, a iniciativa passou a se dedicar exclusivamente ao tema das Compras Sustentáveis, definindo como objetivo a elaboração de métodos e ferramentas para a integração da sustentabilidade nos processos e nas políticas de compras das empresas.

Em 2017 a iniciativa deu continuidade aos trabalhos referentes ao Framework de Compras Sustentáveis, tendo como foco a integração das diretrizes e princípios da norma ISO 20400 – Compras Sustentáveis.